Por: George

Pessoal, estou fazendo este post aqui no CQC News, pois, quero dizer minha opinião sobre um blogueiro que, à vista de muitos na Comunidade no Orkut, está falando o que não sabe e eu tambem tenho a mesma opinião.

Então, primeiro quero dizer que este blogueiro a que me refiro aqui, fez um post sobre algumas coisas que são mostradas na TV que, de certa forma “humilham quem tem alguma deficiência”, isso segundo ele. Entre eles, é citado o CQC, mas não é por ser citado o programa que vou falar sobre isso, mas, por alguns pontos do post dele que mostram que ele está falando o que não sabe. Vamos começar com alguns trechos e ao final de cada um deles, vou expressar minha opinião:

“Outro quadro que é unanimidade de “legal” é aquele que usa os deficientes pra arrancarem risada, o CQC, da Band. Vi duas vezes. Um com um cego que dá nota errada quando vai comprar um produto e, consequentemente, é roubado no troco, e outro com um cadeirante num prédio público sem elevador.”

– Minha opinião: Primeiro que nenhum quadro do CQC, usa os deficientes para arrancarem risada, o intuito dos quadros é de mostrar a realidade do nosso país.

Claro que o programa tem vários momentos engraçados, mas, cego não é estúpido de confundir nota de R$ 100 com nota de R$ 10. Eles têm um tato extremamente aguçado para diferenciar o relevo das notas e têm uma organização das próprias coisas, inclusive do dinheiro, invejável.

– Minha opinião: Todos nós, e os repórteres do CQC estão cientes de que os deficientes visuais, tem um tato muito aguçado e em nenhum momento foi dito que eles são estúpidos!

O quadro foi protagonizado por um ator que, depois de ser surrupiado, volta ao local onde trocou as notas e coloca o bode na sala. É válido para mostrar a honestidade dos brasileiros? Pode até ser. Mas, pra mim, acentua a idéia de que cego é dependente dos outros pra tudo, até para administrar o próprio dinheiro. Não dá pra impor a lógica de quem vê para quem não vê.

– Minha opinião: É bom lembrar que o Danilo Gentili não é ator e que ninguém disse que os cegos são dependentes dos outros pra tudo.

O outro momento que vi foi o de um cadeirante que vai até um prédio público e ali não há elevador para que ele acesse o andar onde está um político. Bem sacado? Pra mim, foi constrangedor. Um falso moralismo que não leva a lugar nenhum.

– Minha opinião: Será mesmo que não leva a lugar nenhum??? Pra quem tem tempo pra tentar pensar, pode ser levado em conta que, essa atitude pode abrir os olhos da pessoa responsável pelos direitos humanos.

Não vejo sentido em ter levado o cadeirante a um lugar onde ele não poderia acessar. Expor a imagem do “coitado” com cara de bunda olhando a escadaria. Mas legítimo seria se eles constrangessem o poder público arrecadando fundos e comprando um elevador. Ou mostrando que a falta de acesso prejudica idosos, pessoas com pouca mobilidade e não apenas a uma pessoa.

– Minha opinião: Concordo com ele na parte que diz que prejudica muita gente mas, como não levar o cadeirante que ele chama de “coitado”, se o que quer ser mostrado é a realidade de que o mesmo não tem acesso ao elevador?

Já vivi milhares de vezes a situação de chegar a um lugar e não ter acesso. O que menos eu gostaria é de ter uma televisão na minha “fuça” pra dizer: “Olha que dureza a vida desse infeliz”.

– Minha opinião: Que eu saiba, quem tem fuça é cachorro, e isso com certeza ele não é; E outra, quem disse: “Olha que dureza a vida desse infeliz”?

Eu gostaria, sim, de voluntários pra me fazer vencer as escadas. Gostaria que a toda a equipe subisse e trouxesse o escritório do político lá para baixo. Gostaria que viabilizassem um acesso nem que fosse de jegue.

– Minha opinião: Se eu fosse cadeirante, como a pessoa que fez o post, eu tambem gostaria!!!

Claro que vale, e muito, bater o bumbo e mostrar a falta de acessibilidade nos locais, sobretudo os públicos, mas para isso, não precisa esculachar a imagem de ninguém.

– Minha opinião: Se vale, porque está reclamando? Esculachando? Que eu me lembre, não vi ninguem esculachando o cadeirante, ou eu estava dormindo? Eu já vi o vídeo e não encontrei nenhum momento “esculachante”. Aliás, quantas aspas ele usa hein?

Bom, essa foi a minha opinião sobre esse post publicado no blog Assim como você e que, pra muitos não tem sentido algum, e entres esses muitos, estou eu!!! Lembrando que nós respeitamos a liberdade de expressão.

Comente!!!

____________________________________________________________________________________________

Anúncios