SÃO PAULO – A visita da candidata do Pt à prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, à favela do Jardim Colombo, vizinha ao sofisticado bairro do Morumbi, terminou com uma confusão envolvendo a equipe do programa humorístico “CQC”, da TV Bandeirantes, integrantes da campanha petista e moradores da favela.

Durante caminhada pelas vielas do jardim Colombo, seguranças de Marta tentaram impedir que o repórter Danilo Gentile, do “CQC”, se aproximasse da candidata. Gentile rasgou a bandeira de um militante, o que provocou revolta entre os moradores da favela que chegaram a agredi-lo com empurrões e cotoveladas.

– Nunca apanhei tanto- reclamou Gentile.

Na saída, moradores voltaram a hostilizar e agredir Gentile que, irritado, reagiu atirando o microfone contra o fotógrafo Cesar Ogata, integrante da equipe da candidata. A agressão causou um corte na orelha esquerda e sangramento em Ogata.

Enquanto gritavam ofensas contra Marta e seus correligionários, integrantes da equipe do “CQC” disseram que Ogata insuflou a população da favela contra Gentile ao dizer “passa a mão na bunda dele porque ele gosta”.

O fotógrafo disse que apenas entrou no clima de piada do programa.

– Foi uma brincadeira. O “CQC” não é um programa de humor? – disse Ogata.

Fonte: O Globo Online

PS: Porque sempre escrevem o sobrenome do Gentili com E no final?!

Anúncios