Programa ficou em 5º lugar no horário. Band diz que humorista foi suspenso apenas temporariamente

Rafinha Bastos teve a participação no CQC suspensa pela Band e, no primeiro programa sem a participação do humorista, na segunda, a audiência caiu. A atração ficou em quinto lugar no horário, com 4.8 pontos no Ibope. Cada ponto equivale a 58 mil domicílios com a TV ligada.

Na semana anterior, com Rafinha, o CQC obteve 5.5 pontos no Ibope e ficou em quarto lugar. As informações são do Poltrona, blog especializado em televisão.

Temporária 

A Band anunciou que a suspensão de Rafinha Bastos é apenas temporária. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, ele foi afastado depois que o ex-jogador Ronaldo e o empresário Marcos Buaiz, marido da cantora Wanessa Camargo, ameaçaram tirar anunciantes do programa.

De acordo com a Folha, a atração é líder de faturamento na Band. Um comercial de 30 segundos durante o CQC sai por R$ 130 mil. Já um merchandising pode custar de R$ 240 mil a R$ 2,4 milhões, sem incluir cachês.

A bronca de Ronaldo e Buaiz com Rafinha se deve a uma piada que o humorista fez com Wanessa no CQC do dia 19 de setembro. Quando o apresentador Marcelo Tas disse achar que a cantora estava uma gracinha grávida, Bastos emendou com “eu comia ela e o bebê”.

A frase gerou falatório nas redes sociais. Rafinha, conhecido por gerar polêmica com brincadeiras que muita gente considera de mau gosto, virou o assunto do dia quando a Band anunciou sua suspensão. Defensores do humorista e pessoas que apoiavam seu afastamento do programa debateram durante toda a segunda, principalmente no site de microblogs Twitter. A questão entrou nos “trending topics” mundiais do endereço virtual. A lista indica os assuntos mais discutidos no site, no mundo.

Mônica Iozzi, que substituiu Bastos no programa de segunda, brincou com o humorista. “Eu estou aqui porque ele andou tendo uma cãibra da braba na língua. A única coisa que posso dizer é: chupa, Rafinha”, falou.

 

Fonte: Destak Jornal

Anúncios