Um repórter mirim do programa CQC, sob o pretexto do Dia das Crianças, constrangeu vários deputados de terça até esta quinta-feira (6) na Câmara

Um repórter mirim do programa CQC, sob o pretexto do Dia das Crianças, constrangeu vários deputados de terça até esta quinta-feira (6) na Câmara. Em uma semana de trabalho menos intenso na Casa, eles acabaram levados a responder perguntas do programa da TV Bandeirantes apesar de normalmente evitarem as pegadinhas e piadas da atração televisiva –famosa entre os parlamentares por exibir quase exclusivamente os piores momentos de suas entrevistas.

Entre as vítimas do pequeno João Pedro, 11, assessorado por um ponto eletrônico, estiveram o futuro líder do PSD na Câmara, Guilherme Campos (SP), o pré-candidato do PMDB à Prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita, Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Ônyx Lorenzoni (DEM-RS). Apesar da insistência do garoto, apenas Chico Alencar (PSOL-RJ) respondeu imediatamente quanto são 7 vezes 9. “Para você eu vou dizer que não sei”, disse Wyllys, em tom de brincadeira.

O ex-presidente da Câmara Aldo Rebelo (PCdoB-SP), ao contrário de seus colegas, irritou-se com as perguntas feitas pelo garoto. “É verdade que você quer destruir a Amazônia?”, ouviu o relator da proposta de reforma do Código Florestal. Ao ser questionado sobre sua presença na festa de 80 anos do deputado Paulo Maluf (PP-SP), o deputado ficou visivelmente incomodado e disse não ser amigo do ex-prefeito de São Paulo. “Mas se não é amigo dele por que estava na festa?”, perguntou João, que se tornou atração na Câmara durante suas entrevistas.

Vice-líder do PSDB, Paulo Abi-Ackel (MG) acabou convencido a falar. Do repórter mirim, ouviu que seu partido foi desidratado pelo PSD. A simpatia inicial com a criança desapareceu. “O PSDB continua forte apesar das suas brincadeiras”, disse. Campos, do PSD, negou que seu partido seja “em cima do muro”. “Mas vocês são o que, então?”, perguntou o menino.

Quando Campos não soube responder onde estava a presidente Dilma Rousseff nesta semana  (ela está em viagem pela Europa), João arrancou risos até dos seguranças do Salão Verde da Câmara, com mais curiosos do que parlamentares. “O senhor fez a mesma faculdade que o Tiririca (PR-SP), dá para ver”, finalizou o menino.

Fonte: UOL

Anúncios