Os apresentadores Marco Luque, do “CQC”, e Sabrina Sato, do “Pânico na TV” negaram que estariam ocupando lugares que seriam destinados a jornalistas em seus programas, noticia o Portal Terra. O repórter do humorístico da Band se define como “ator”, enquanto a ex-BBB Sabrina refere-se como apresentadora e animadora de televisão.
Ambos realizam reportagens para programas humorísticos, mas afirmam que a finalidade das matérias não é essencialmente voltada à comunicação jornalística e têm “maior ênfase” em entretenimento. “Nem eu nem a Sabrina fomos convidados para um trabalho de jornalista; o que temos de forte é a comédia, o humor”, disse Luque.
Sabrina disse ter iniciado uma faculdade de jornalismo, mas não concluiu o curso. “Até tenho uma faculdade de jornalismo, que eu não terminei, mas a minha personalidade e a dele (Luque) têm tudo a ver para ocupar aquele espaço. Tudo o que eu fiz na vida foi de uma maneira muito intuitiva”.
O questionamento foi levantado pelo jornalista Jaime Spitzcovsky durante o evento MediaOn, um fórum de debates sobre jornalismo digital e novas mídias, realizado pela parceria entre o Terra e o Itaú Cultural, entre os dias 22 e 24 de novembro.
Anúncios