Category: Proteste Já


Na última sexta-feira, dia 9, a equipe do Programa CQC, da TV Bandeirantes, esteve mais uma vez em Atibaia para gravar o andamento das obras da ponte do Jardim Imperial. Após 60 dias de serviços na rua Buenos Aires, a equipe veio conferir se a ponte estava concluída para o quadro “Proteste Já”.

O repórter do programa Oscar Filho gravou entrevista no local com o chefe de Gabinete e coordenador da Defesa Civil, Daniel Martini. Ele explicou que toda parte estrutural da ponte já está concluída, mas as chuvas durante a semana ocasionaram problemas na contenção, o que acabou atrasando a pavimentação e, por conseqüência, a liberação do tráfego.

Segundo os engenheiros, apenas mais uma semana sem chuvas será suficiente para conclusão de toda obra. “Não contávamos com as fortes chuvas desta semana”, disse o secretário de Urbanismo e Meio Ambiente José Francisco Alves Pinto.

A ponte do Jardim Imperial foi destruída pelas fortes chuvas do início do ano. Os investimentos para reconstruí-la foram requisitados ao Ministério da Integração Nacional e liberados apenas em setembro, quando foi iniciado o processo licitatório.

As obras ampliaram e muito a vazão de água na ponte que antes passava por apenas uma tubulação. Foram construídas três tubulações e paredes de gabião para contenção da água. “As equipes trabalharam bastante para tentar finalizar a obra dentro do prazo que foi estipulado junto à equipe do CQC, e pudemos afirmar que a ponte está praticamente concluída, restando apenas a pavimentação para liberação do tráfego”, concluiu o chefe de gabinete Daniel Martini.

Fonte: AtibaiaNews.

Oscar Filho assume o quadro Proteste Já no CQC.

Os londrinenses estão utilizando a rede social Facebook para organizar protestos contra os escândalos que vieram à tona no último mês, mostrando que verbas da saúde foram desviadas. Para tornar ainda mais público o problema por qual Londrina passa e pressionar o poder público a resolvê-lo, internautas criaram uma comunidade no Facebook para pedir que o quadro “Proteste já”, do programa CQC da Rede Bandeirantes seja realizado no município.

A revolta da população se deu depois que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagrou uma operação que prendeu e indiciou conselheiros da saúde, empresários, presidentes de oscips que prestavam serviços à saúde londrinense e agentes públicos, como o ex-procurador jurídico do município, Fidélis Canguçu.

O caso ainda se agravou, pois o Gaeco citou o possível envolvimento do prefeito de Londrina, Barbosa Neto, e sua esposa, Ana Laura Lino, no esquema de corrupção. A revolta da população se justifica nas filas das unidades básicas de saúde, na demora no atendimento e na falta de profissionais.

No quadro “Proteste já”, os repórteres do CQC vão às cidades do Brasil, denunciando os problemas em rede nacional e exigindo uma resposta do poder público. Além disso, voltam ao local depois de algum tempo para ver se a situação foi resolvida. No Paraná, as cidades de Curitiba e Colombo já foram visitadas, mostrando a falta de ônibus escolares na capital e a falta de pagamento na compra e no aluguel de imóveis pela prefeitura do município da região metropolitana.

O “Manifesto contra a Administração de Londrina no CQC” já conta com a presença confirmada de 3.014 pessoas até às 11h deste domingo (26). A ideia do grupo é se reunir no dia 25 de julho, das 16h às 19h, para pedir que o quadro “Proteste já” escolha mostrar o problema da saúde de Londrina.

Apesar de contar com um número expressivo de apoiadores, o movimento pode não se mostrar tão convicente na hora da presença real. No último dia 16, outro movimento organizado pelo Facebook havia programado um buzinaço em frente à prefeitura, também para protestar contra os escândalos da saúde. Das mais de 500 pessoas confirmadas, cerca de 20 compareceram, minimizando a força do protesto.

Fonte: O Diário

%d blogueiros gostam disto: